PNUD e MMA selecionam edifícios no Brasil para desenvolver projeto ambiental em sistemas de ar condicionado

Ação de eficiência energética pode gerar também benefícios econômicos.

24 Novembro 2015

do PNUD

Após selecionar edifícios privados em São Paulo, o Projeto Demonstrativo para o Gerenciamento Integrado do Setor de Chillers selecionará edifícios públicos em todo o território nacional que possuam resfriadores à base de gases CFC ou HCFC em seus equipamentos. Eles receberão, sem custo algum, uma análise técnica para a modernização dos sistemas de refrigeração do edifício que permitirá a redução das emissões de gases prejudiciais à camada de ozônio, trazendo vantagens ao meio ambiente.

Para participar, as empresas interessadas devem preencher o formulário com as informações sobre as características do sistema de ar condicionado atual, além de enviar uma carta de apresentação e uma carta de aceitação da aplicação do processo de retrocomissionamento. Conforme orientações do edital, e de errata do edital, toda a documentação deve ser entregue por escrito, pelo e-mail bra12g77@pnud.org, até o próximo dia 12 de janeiro. As informações enviadas serão tratadas com confidencialidade.

Os edifícios devem pertencer ao setor público, estar localizados em território nacional e o sistema de ar condicionado deve utilizar uma central de água gelada, com chillers (unidades resfriadoras de líquido) que atendam, pelo menos, os condicionadores principais dos pavimentos do prédio e que utilizem fluidos do tipo CFC (R-11, R-12) ou HCFC (R-22, R-123).

Especialistas analisarão os equipamentos resfriadores, o encanamento e as instalações elétricas dos edifícios selecionados. Após a visita, um relatório será elaborado com os resultados obtidos, onde serão identificados os possíveis problemas de instalação que dificultem o funcionamento do sistema, bem como as medidas de correção. Por fim, será entregue um plano de ação para que os selecionados implementem as melhorias em seus edifícios.

A ação visa estimular a realização de projetos de eficiência energética em edificações por meio da otimização, produzindo ganhos econômicos e ambientais. O projeto é coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) e implementado pelo PNUD. A empresa contratada para realizar os processos de modernização é a Somar Engenharia S.A.
Energia - Desenvolvimento Sustentável - Socioambiental - Meio Ambiente