ONU inaugura escritório no centro de São Paulo

Presença da ONU em uma das principais metrópoles do mundo possibilita ampliação da cooperação técnica internacional com o Estado e com outros países via Cooperação Sul-Sul

08 Maio 2013

do PNUD

O Coordenador Residente do Sistema ONU no Brasil, Jorge Chediek, e o Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, inauguram nesta quinta-feira, 9 de maio, às 18h, o Escritório Compartilhado das Nações Unidas em São Paulo. O evento contará também com a presença do Diretor-Executivo do Pacto Global da ONU, Georg Kell. O termo de permissão de uso foi assinado entre a ONU e o Governo do Estado no início de abril. O Escritório Compartilhado fica no 14º andar do edifício Cidade 4, recém-adquirido pelo Governo do Estado, na região central da cidade.

Nesta fase inicial, farão parte do Escritório Compartilhado: o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o Escritório das Nações Unidas para Drogas e Crime (UNODC) e o Comitê Brasileiro do Pacto Global das Nações Unidas – iniciativa da ONU para encorajar empresas a adotar políticas de responsabilidade social corporativa e sustentabilidade.

A abertura do Escritório Compartilhado da ONU em São Paulo vai possibilitar um maior intercâmbio de experiências, práticas e políticas públicas entre o Sistema ONU no Brasil e o Estado de São Paulo para a criação de projetos de aplicação tanto aos municípios paulistas e ao Brasil, quanto aos países em desenvolvimento interessados em replicar estas experiências em seus territórios no âmbito da Cooperação Sul-Sul – o mecanismo usado entre países emergentes em resposta a desafios comuns por meio de transferência de conhecimento e expansão de vínculos solidários entre as partes. Neste sentido,  o foco da parceria é na instalação de um escritório cuja principal missão é a de funcionar como um escritório de projetos.

A instalação do escritório de projetos da ONU em São Paulo também permitirá à instituição fazer a prospecção de futuras parcerias com o Estado de São Paulo e municípios paulistas, com o qual o Sistema ONU já atua por meio de programas de cooperação nas áreas de desenvolvimento social, transparência e eficiência da gestão pública.  As parcerias com órgãos estaduais também visam colaborar na resposta aos desafios enfrentados pelo estado e apoio às ações consideradas estratégicas e prioritárias.

“Estamos tornando concreto o desejo comum entre o Governo do Estado e o Sistema ONU de fomentar – neste que é um dos centros econômicos, sociais e  políticos mais importantes da América do Sul – o intercâmbio com o Brasil e com os demais parceiros do Hemisfério Sul. O Estado tem uma vocação natural para isto, considerando os números de imigrantes, empresas nacionais e estrangeiras, visitantes, congressos, entre tantos outros elementos”, afirma Jorge Chediek, Coordenador Residente do Sistema ONU no Brasil.

Com a criação do Escritório Compartilhado de São Paulo, a secretaria do Pacto Global também ganha um importante espaço para ampliar sua atuação no Brasil. “São Paulo tem um peso importante para o Pacto Global por ser um importante polo empresarial, possibilitando aproximação com parceiros da iniciativa privada e uma ampliação da Rede Brasileira pelo cumprimento dos dez princípios de responsabilidade social do Pacto e pela promoção dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio”, afirma Maria Celina Arraes, Coordenadora de Planejamento Estratégico do PNUD.

Parceria com o Estado de São Paulo

O prédio Cidade 4, que fica na rua Boa Vista, foi adquirido recentemente pelo Governo de SP para abrigar diversos órgãos estaduais, ajudando na revitalização e valorização do centro de São Paulo. As tratativas para a instalação do escritório da ONU no Estado começaram em meados de 2011, quando o Governador Geraldo Alckmin recebeu em audiência Jorge Chediek. Na oportunidade, o Governador expressou seu interesse em que São Paulo servisse como plataforma de cooperação entre a ONU e países em desenvolvimento. 


Inauguração do Escritório da ONU em SP

Cerimônia de inauguração do Escritório Compartilhado das Nações Unidas em SP. Foto: Fernando Pilatos/PNUD Brasil

“A vinda da ONU está em perfeita consonância com o Plano de Relações Internacionais do Governo paulista, instituído por decreto do Governador Geraldo Alckmin. Uma das suas metas é justamente fortalecer a cooperação com fundos, agências e programas das Nações Unidas com vistas à abertura de um escritório da instituição na capital paulista”, ressalta Rodrigo Tavares, assessor especial do governador para Assuntos Internacionais, que coordenou as negociações com a ONU.

Durante a cerimônia de inauguração do Escritório do Sistema ONU em São Paulo, a Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa) e o Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), firmarão parceria para a realização conjunta de etapa decisiva do Plano de Ação da Macrometrópole (PAM 2013/2040). Desenvolvido pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Metropolitano (SDM), o Plano inicia, agora, com a assessoria da ONU, as consultas públicas para validação política das ações propostas.

Escritórios Compartilhados e Casas da ONU

No âmbito do funcionamento da ONU, o Escritório Compartilhado também tem como objetivo incentivar o desenvolvimento de um trabalho integrado entre os organismos do Sistema ONU no Brasil na promoção do desenvolvimento humano sustentável. 

Para que seja considerado um Escritório Compartilhado, o espaço comum precisa abrigar pelo menos duas entidades da ONU em conjunto com o Escritório de Coordenação do Sistema. O caráter operacional prevalece no funcionamento dos Escritórios Compartilhados, ficando o caráter político e diplomático às sedes da ONU e seus organismos no país, situados, em sua maioria, nas capitais federais.

Além deste novo escritório de projetos em São Paulo, o Sistema ONU no Brasil conta uma Casa das Nações Unidas em Brasília – a sede da Coordenação e de outros organismos no país –, chamada de Complexo Sérgio Vieira de Mello, e um Escritório Compartilhado da ONU em Salvador (BA). Estas iniciativas fazem parte do processo de Reforma das Nações Unidas, que, entre outros passos, prevê a atuação conjunta – programática e operacional – de seus organismos em um país, a fim de obter maior coordenação, economia e melhores resultados em seus projetos de cooperação técnica internacional.

“Além de ser referência para o desenvolvimento do Brasil, São Paulo tem um papel importante a desempenhar no âmbito da cooperação internacional”, diz Chediek, que também é Representante Residente do PNUD no país.
Administração Pública - Cooperação Sul-Sul - ONU - Pacto Global